Família de Egídio Brito diz que ele não tem Meningite e descarta morte cerebral


O jornalista Egídio Brito segue internado na unidade de terapia intensiva do Hospital Unimed Primavera. Segundo informações obtidas pela TV Cidade Verde junto a familiares, o diagnóstico de Meningite foi descartado nesta segunda-feira (30/09) pelos médicos.


Médicos continuam avaliando o quadro de saúde de Egídio, que estaria estável, para que um novo diagnóstico possa ser emitido.

“A família diz também que não se fala mais em morte cerebral. A gente fica torcendo para que o Egídio consiga sair dessa”, anunciou a jornalista Nadja Rodrigues durante o programa Notícia da Manhã.

O repórter da TV Meio Norte deu entrada na unidade na última sexta-feira (27/09), com suspeita de meningite. Ele apresentava dores no corpo e vômito.

Procurado pelo 180graus, o hospital informou não foi autorizado pela família a divulgar boletins informativos sobre o estado de saúde do profissional.

Meio Norte anunciou a morte

No domingo, o próprio Grupo Meio Norte chegou a publicar uma nota em seus perfis oficiais confirmando a morte de Egídio. Em seguida, com base nesta nota, a mesma informação foi publicada por boa parte da imprensa, mas horas depois desmentida nas redes sociais pelos familiares e retificada pelos veículos.

Neste ínterim, amigos, colegas e admiradores realizaram diversas publicações de despedida ao jornalista, que faz parte da equipe do Programa 70 Minutos. A Coordenadoria de Comunicação do Estado, a Prefeitura de Teresina e até o Sindicato dos Jornalistas do Piauí chegaram a emitir nota de pesar.

A nota de falecimento na página do Facebook continua no ar.