De olho em 2018, quando pretende travar a batalha final para arrancar Flávio Dino (PCdoB) do Palácio dos Leões, a ex-governadora Roseana Sarney (PMDB) faz os últimos ajustes no Sistema Mirante de Comunicação.

Na semana em que o atual governador denunciou para o Brasil inteiro a perseguição do sistema midiático dos Sarney, a primogênita do oligarca, pré-candidata de Michel Temer ao governo do Maranhão, mandou encerrar os núcleos de jornalismo de Santa Inês, Bacabal, Balsas e Caxias, fechando dezenas de vagas na área de comunicação apenas para ampliar a cobertura da perseguição a Dino.

A partir da próxima segunda-feira (13), o jornalismo local da Mirante nesses municípios, assim como em Imperatriz, deixará de ser produzido para abrir espaço para os factoides, fake news e pós-verdades já conhecidas de Alex Barbosa, Sidney Pereira e companhia, gerados a partir da capital.

Visando diminuir a aprovação do governo Dino, forçando e amplificando um desgaste da gestão estadual, Roseana, numa última cartada, assumiu o comando definitivo do jornalismo da televisão, da rádio e de sites pertencentes ao seu clã em definitivo, razão pela qual o jornalista Rômulo Barbosa deixou o comando da emissora escorraçado no mês passado.

Neste sábado (11), apresentadores e repórteres das retransmissoras dos Sarney – possivelmente desempregados a partir de segunda – fizeram uma despedida melancólica na última edição local do desgastado JMTV

 

Do Blog Marrapá

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here