Ocorreu hoje (01), o velório e o sepultamento do corpo da estudante de direito Camilla Abreu, assassinada pelo namorado e policial militar Allison Wattson. Realizada no Cemitério São Judas, a despedida dos familiares e amigos a jovem começou por voltas das 9h, com a missa, em seguida o cortejo com caixão fechado.

Na entrada do cemitério havia inúmeras pessoas entre familiares e amigos que vieram prestar um último adeus à jovem. Havia também a presença de diversas pessoas que vieram apoiar a família, policiais militares e a imprensa.

Emocionado, o pai de Camilla, Jean Carlos Abreu, relatou o sentimento de tristeza e inconformidade com o crime e também alertou para as famílias ficarem mais atentas aos filhos “O que isso significa para as famílias é o observar mais de perto o relacionamento dos seus filhos, para jamais acabar em uma situação dessas”, disse.

O pai da vítima também disse que a prisão do suspeito não é a única punição que deve ser feita ao suspeito. “Ele deve, no mínimo, perder a farda. Ele não serve para compor o quadro de funcionários da Polícia Militar”, declarou Jean Carlos.

Na solenidade, estava presente também o tio da vítima, Jandeilton Rodrigues, Policial Militar do 5º Batalhão da PM, e assim como o pai, pediu justiça para Camilla. “Quero que ele seja expulso da instituição. Ele está manchando o nome da corporação”, pediu o Capitão.

Jandeilton Rodrigues também pediu para as pessoas continuem acreditando no desempenho da Polícia Militar. “Eu não quero que em um momento algum a sociedade julgue a Polícia Militar. A família não está julgando”, pontuou.

 

Com Informações: Via Agora

 

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here