Oposição critica pagamentos em atraso na prefeitura

Em manifestação durante o pequeno expediente da sessão de segunda-feira (21), cobrando o pagamento de serviços contratados, alguns, segundo ele, com até três meses de atraso, o vereador Edilson Martins (PSDB) voltou a dizer que o prefeito Fábio Gentil (PRB) age com incoerência ao tratar a administração municipal.

“O prefeito viaja, vai à Roma pedir à benção do Papa, promove festa em Matões com o intuito de patrocinar campanha política, mas se esquece de consertar as ruas do Conjunto Eugênio Coutinho; que muitas ambulâncias do município estão quebrados; e que o transporte escolar está com o pagamento três meses atrasado. Por isso, não adianta tirar foto com crianças e dizer que tudo vai bem. No próximo ano, a cidade vai lhe dizer se aprova ou não esse modelo de administrativo, ao ser confrontado nas urnas”, destacou na ocasião.

O pronunciamento do vereador oposicionista incitou a participação da líder da oposição, vereadora Thaís Coutinho (PSB), que cobrou também ação do prefeito municipal no sentido de ampliar o quadro de salas de aulas da escola municipal do Conjunto Eugênio Coutinho, que considera sem mais condições de atender à demanda de alunos do bairro. A vereadora disse também que se sentia aliviada por seu grupo não ter aceitado participar de uma coligação com o governo.

Referindo-se às palavras ditas por Martins, o vereador Mário Assunção (PPS), da bancada que dá sustentação ao governo, explicou que o colega oposicionista até tinha razão em falar de certo atraso no pagamento das contas da prefeitura, só que naquele instante ele estava pegando carona em atos já equacionados pelo governo.

“Na conjuntura econômica que estamos vivendo, está muito difícil para as prefeituras manterem em dia seus pagamentos. Mesmo assim, a Prefeitura de Caxias, com muito esforço, está sendo um exemplo de administração. No caso do pagamento do transporte escolar, hoje pela manhã, durante reunião, o prefeito determinou o pagamento em atraso. Então, o que acontece é que o colega está é se aproveitando da decisão do prefeito, para depois chegar nos lugares dizendo que as medidas são tomadas depois que ele faz denúncias aqui na Câmara”, alfinetou, ressaltando que as decisões na Prefeitura de Caxias obedecem a um cronograma definido e de acordo com a disponibilidade de recursos em caixa.

 ASCOM/CMC