Maranhão registra mais dois casos de sarampo

Com mais dois novos casos de sarampo, Maranhão chega a seis confirmações da doença no estado. Uma criança, de um ano, do município de Lima Campos, e um homem, de 32 anos, vindo de São Paulo, em visita à família em Pedreiras. Em todos os dois casos, as pessoas não eram vacinadas. 

“Em todos os casos confirmados, até o momento, em comum entre eles o fato que todos estavam com a carteira vacinal desatualizada. Portanto, pedimos que as pessoas procurem os postos de saúde para serem imunizadas. Todos os municípios têm recebido apoio do Governo do Estado nas suas ações de vigilância, com oferta de treinamento dos profissionais de saúde para resposta rápida do sarampo”, explicou a superintendente de Epidemiologia e Controle de Doenças da SES, Léa Márcia Costa.

Os quatro casos anteriores foram registrados nos municípios de Vitorino Freire, uma mulher de 40 anos, vinda de São Paulo, em Lago da Pedra, um bebê de oito meses, em São Luís, um homem de 33 anos, vindo de Santos (SP), e uma criança, de sete meses, do município de Caxias. Em todos os casos a Vigilância Epidemiológica dos municípios realizaram as ações de bloqueio, com imunização dos contatos diretos. 

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) promoveu dois seminários de sensibilização sobre os sinais e sintomas da doença e mobilização da Campanha Nacional de Vacinação contra o Sarampo, entre outras atividades para atualizar os dados de controle e monitoramento da doença, e discutir estratégias de atuação da campanha.   

Vacinação

A Campanha Nacional de Vacinação contra o Sarampo 2019 foi dividida em duas etapas. A primeira entre 7 e 25 de outubro, com foco nas crianças de seis meses a menores de 5 anos de idade. A segunda etapa, entre 18 e 30 de novembro, terá como foco a população de 20 a 29 anos. O “Dia D” será em 30 de novembro.

Com informações da Secretaria Estadual da Saúde