Publicidade [660x100]
Uma jovem, de 20 anos, identificada como Patricia Maria dos Santos Pereira,  foi presa temporariamente suspeita de matar e esquartejar o filho de três meses de idade, no  interior do estado.

 

No dia 3 de maio, o corpo do bebê foi encontrado dentro de uma sacola em um matagal da cidade. Imagens de uma câmera de segurança mostravam o taxista Jackson Matos Pereira nas proximidades do local. Ele e a esposa, Marilene dos Santos Menezes, foram presos por  suspeita  de participação no crime.

Jackson disse à polícia que a sacola estava dentro do carro, mas a deixou no matagal após sentir um cheiro forte e desconfiar que seria carne apodrecida, deixada por algum passageiro do táxi. Após a prisão, a filha do casal, Patricia, foi até a delegacia e confessou o crime.

Em depoimento, a jovem afirmou que havia tido um aborto espontâneo e jogou o corpo do bebê dentro do carro do pai.

No entanto, a versão foi contestada por um laudo do IML, que aponta que a criança foi morta e esquartejada. Agora, a polícia investiga se o crime teria relação com rituais de magia negra. Patricia foi encaminhada para a Unidade Prisional de Itapecuru Mirim.

 

Com informações: IG

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here