Caxiense emite nota de repúdio ao descaso na saúde pública em Caxias

Uma caxiense muito indignada com o descaso na saúde pública de Caxias, usou sua rede social para manifestar seu repúdio e relata a total falta de humanização por parte do poder público.

Veja a íntegra a manifestação:

NOTA DE REPÚDIO AO DESCASO NA SAÚDE PÚBLICA DE CAXIAS-MA.

Registro aqui meus mais profundos sentimentos de pesar e repúdio ao descaso em que se encontra a saúde pública na Princesa do sertão, Caxias-MA.

O que me motiva a externar minha imensa indignação com o poder público municipal caxiense, está ligado ao fato da minha sobrinha Marcelle Prazeres está internada desde o dia 11 de novembro, passando inicialmente pela UPA, onde os profissionais que a atenderam suspeitaram de um quadro de trombose e ficaram a medicando com remédios para aliviar as muitas dores, sendo posteriormente transferida para o Hospital Municipal Gentil Filho, passando alguns dias na enfermaria, que nem ventilador tem, sendo a família a obrigada a levar ventilador e até medicamento.

Após piora no seu quadro clínico, teve que ser transferida às pressas para a U.T.I ficando 03 dias nessa unidade, tendo que sair deste ambiente, por que outra pessoa necessitara deste leito, sem ter feito nenhum exames, ficando apenas em observação.

E como o descaso e desrespeito à dignidade da pessoa humana é gritante no município de Caxias-MA, que está muito iluminada por fora, e profundamente doente e abandonada no seu íntimo, onde as pessoas não tem saúde decente, que é um direito básico, minha sobrinha teve que ir hoje (02/12) para outro estado, Piauí (Teresina) na ambulância do SAMU, fazer com recursos próprios uma angiotomografia, Dímero D e o eco doppler da sua perna, por que na princesa do sertão não tem, onde foi constatado: SINAIS DE TROMBOEMBOLISMO PULMONAR BILATERAL, COM ÁREAS DE INFARTO DO PARÊNQUIMA PULMONAR NO SEGMENTO NASAL POSTERIOR ESQUERDO E PEQUENO DERRAME PLEURAL A ESQUERDA.

Minha sobrinha quase já morre por conta do descaso com a saúde pública da população. Agora ela se encontra novamente na UPA pra tomar medicações, ficar internada por mais não sei quantos dias e depois terá que procurar um hematologista, fora da cidade ou na rede particular, para saber o que está causando o coagulamento do seu sangue, e assim continuará lutando pela sua vida.

Diante de tudo isso, imaginem como não está minha irmã, a mãe da jovem Marcele, que há mais de 15 dias luta pro lado e outro, sem ter apoio algum do município ou estado que seja, ambos negligentes com a saúde pública.

Alô Ministério Público e Vereadores, vamos atuar em prol da sofrida e esquecida população caxiense que está morrendo às mínguas sem saúde decente!

Atenciosamente,
Larissa Prazeres Cordeiro

O Caxias Online deixa o espaço para que os gestores venham se manifestar.