Publicidade [660x100]
Por Ricardo Marques – É de domínio público que obras importantes para a população de Caxias estão paralisadas por falta de pagamento da Prefeitura. O pessoal contratado para trabalhar na reforma do Centro da Juventude do Bairro Volta Redonda e na construção de uma creche no Residencial Vila Paraíso, por exemplo, parou a obra porque não vê a cor do faz-me-rir há 4 meses. Uma maldade dos gestor do município com dezenas de pais de famílias – que passaram o natal na maior pindaíba – e descaso com a população que fica a ver navios, pois tanto o centro da juventude como a creche são vitais para a qualidade de vida dos moradores daqueles bairros e adjacências.
Obra de construção da creche da Vila Paraíso está paralisada por falta de pagamento
Não é de agora que o governo Fábio Gentil deixa de honrar pagamentos de trabalhadores por serviços prestados. Durante praticamente todo o decorrer do ano, não faltaram denúncias e reclamações de pais alertando para a precariedade do transporte escolar – para muitas escolas, sobretudo na zona rural, o serviço de transporte escolar não teve regularidade a maior parte do ano letivo, fato que prejudicou o desempenho escolar de muitas crianças. Sempre que questionados pelos pais de alunos sobre o porquê da irregularidade no serviço, os motoristas dos ônibus contratados para o transporte escolar foram taxativos: Não estavam recebendo o dinheiro da prefeitura de Caxias.
É lamentável que uma cidade do porte de Caxias volte a viver essa prática nociva do não-pagamento – ou atrasos – de servidores contratados e fornecedores de serviços. Pensava-se que essa prática estivesse sepultada. Durante 12 anos ininterruptos não se ouviu em Caxias qualquer murmúrio de falta de pagamento. Infelizmente, hoje, vira e mexe, pais de família buscam a televisão para denunciar a falta de pagamento. Um descaso injustificável, sobretudo num municípios com os cofres abarrotados de dinheiro.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here