Publicidade [660x100]

O Site Caxias Online, publicou em primeira mão no dia 28 de dezembro de 2017, dois contratos referentes a manutenção preventiva e corretiva de ar-condicionados, celebrados pela Prefeitura de Caxias, tendo como contratante a Secretaria Municipal de Saúde, pasta comandada atualmente por, Maria do Socorro de Souza Coutinho Melo – indicação do Clã Marinho no Winrar Gentiliano

O primeiro contrato foi com a empresa ARTEC CLIMATIZAÇÃO LTDA-ME, no valor de R$ 1,6 milhões, o segundo com a M.V PERREIRA SILVA, no valor de R$ 813,700,00. Reveja: Alô MPF!! Prefeitura de Caxias celebra mais um contrato de quase R$ 814 mil para manutenção de ar-condicionados.

Embora, os contratos acima tenham fortes indícios de um suposto superfaturamento, o Governo Gentil não se intimidou, e ao que parece, desafia abertamente a lei. 

No dia 17 de novembro a Prefeitura de Caxias, por meio do contrato 002 0155/2017, fez a aquisição de 138 unidades de ar-condicionados tipo SPLIT de 12.000 BTUs/h, cada um no valor extraordinário de R$ 2.858, 00.  

O contrato foi celebrado entra a Prefeitura de Caxias e a empresa D.B PRODUTOS E INFORMÁTICA LTDA-EPP no valor global de quase R$ 400.000,00 mil, tendo como contratante a Secretaria Municipal de Saúde de Caxias (na pessoa de Maria do Socorro de Souza Coutinho Melo) e representando a empresa, Raimundo Nonato Silva Nunes. 

Confira abaixo o termo de contrato obtido com exclusividade pela equipe do site Caxias Online. 

 

Porém, ao fazer uma consulta na internet quanto aos preços dos equipamentos no mercado, pode-se constatar que há algo de errado no contrato celebrado pela prefeitura, uma vez que um modelo de ar-condicionado, similar do adquirido pela Prefeitura de Caxias, custa pouco mais de R$ 1.199,00 a unidade; até um dos mais caros e bem equipados da categoria de 12.000 BTUs/h custa apenas R$ 1.755,46 a unidade.

Cruzando os dados obtidos, observa-se que o valor do ar-condicionado adquirido pela Prefeitura de Caxias está aproximadamente 58% acima do valor do modelo que custa R$ 1.199,00 no mercado, ao comparar com o modelo de ar-condicionado mais equipado da categoria, de 12.000 BTUs/h que custa R$ 1.755,46, o adquirido pela Prefeitura encontra-se aproximadamente 40% acima do valor.

Preços de mercado do mesmo modelo de ar-condicionado adquirido pela prefeitura.

Resultados que preocupam, ao se tratar de como está sendo gasto o dinheiro público.

Infere-se portanto, que é preciso ações energéticas por parte dos órgãos fiscalizadores, inclusive do próprio Ministério Público (MPMA), para avaliar os contratos milionários celebrados pela Prefeitura de Caxias para serviços de baixo custo no mercado, sobretudo, quanto a aquisição de equipamentos. 

Direto da redação/Caxias Online

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here