Publicidade [660x100]

Na manhã desta sexta-feira (30), uma paciente da Maternidade Carmosina Coutinho entrou em contato com um veiculo de comunicação para denunciar a falta de medicamentos básicos para as usuárias da Maternidade.

Segundo a gestante, o órgão não tem medicamentos para dar para seus pacientes. “Não tem nada aqui na Maternidade, o médico ficou de me dar alta hoje, mas, em virtude da ausência de medicamentos, não poderei sair. Aqui nem álcool tem”, destacou a senhora em uma conversa com a imprensa.

Ainda segundo a gestante, no tempo que ela permanece internada ocorreram dois óbitos. “O que vi esses três dias aqui ‘só Deus’, está muito lotado, uma criança morreu no meu lado. Uma menina veio a óbito na sala de pré-parto ontem, estou com medo”, disse.

Caxias é um dos municípios que mais recebe investimentos do Governo do Estado na área da saúde. Só nos seis primeiros meses deste ano, foram destinados cerca de R$ 30 milhões, o que corresponde a um repasse mensal no valor aproximado de R$ 5 milhões.

No dia 1º de junho deste ano, o secretário de saúde, Carlos Lula, encaminhou um ofício ao prefeito Fábio Gentil (PRB) propondo que o Governo do Estado assumisse administração total da maternidade.

Em resposta, o prefeito Fábio Gentil recusou a ajuda oferecida pelo Governo do Estado para arcar com todos os custos com a manutenção e gestão da maternidade.

O site Caxiasonline fica a disposição para que o órgão envie uma nota sobre a atual situação da Maternidade Carmosina Coutinho assim como qualquer outras denúncias que chegarem a esta redação.

Com Informações:Hora do Portal

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here