Publicidade [660x100]

Ontem, 28/01/2019, depois de 14 dias úteis o prefeito Fábio Gentil, de Caxias MA, apareceu na prefeitura para trabalhar.

Os professores em luta que já estavam acampados na prefeitura, ora na praça Pantheon em frente à prefeitura, de sentinela para ver a chegada do prefeito Fábio Gentil e obriga-lo receber os Mestres para conversar sobre a ampliação da jornada semanal de trabalho dos professores que já trabalham há cinco (05) anos com dobras, a sobra do FUNDEB de R$ 3.900.000,00 de 2018 para ser rateado em forma de abono à todos os professores que trabalharam em 2018 e o reajuste salarial de 2019

O prefeito e seu exército entraram no gabinete do prefeito e deram um longo chá de cadeira aos professores, mas estes estão calejados de maus tratos de gestores ruins.

O que fizeram os professores em luta, uns ficaram dentro da prefeitura de frente para a porta do gabinete do prefeito e outros foram para os fundos da prefeitura que tem uma saída de emergência.

Porém, para receber os educadores, o procurador Adenilson determinou aos seguranças que teria que deixar seus celulares fora do gabinete.

O mais chato e humilhante não foi ter deixado os celulares fora, mas o prefeito, secretários, procuradores, advogados, seguranças e outros, porque o grupo de professores que entrou foi pequeno e estas outras pessoas ficaram uma parte nas retaguardas dos professores todos com seus celulares ligados, filmando, tirando fotos e enviando aos seus contatos.

Este tipo de coisa, é na verdade rasteiro, lastimável, vindo do gestor municipal, de vereadores, procuradores do município, advogados, secretários e outros, além de incoerência, é prepotência, arrogância e hipocrisia. Por que os professores não puderam levar seus celulares e todos do lado do prefeito levaram e usam?

O procurador do Município Adenilson se mostrou mais uma vez descontrolado, era quem falava aos gritos mais que o prefeito, este lamentável se mostrou submisso ao procurador Adenilson. Os motivos desconhecemos.

Quanto a pauta da ampliação da jornada semanal de trabalho não avançou, Adenilson disse que era contra porque não há legislação isto.

Mais uma hipocrisia do procurador Adenilson, os procuradores de Caxias MA, não havia legislação também, porém fizeram a Lei nº 2.375 de 13 de dezembro de 2017, uma Lei imoral que concede 200%em cima dos salários dos procuradores do Município de Caxias MA, que levarão para suas aposentadorias.  Já os professores que querem se aposentar com os mesmos salários de hoje, mas o Adenilson não entregou nosso contra parecer ao prefeito e não permitiu o prefeito falar sobre o assunto.

Caxienses nós sabemos que desde dezembro 2017 que estamos buscando diálogo com o gestor municipal e neste ano desde a primeira semana que estamos tentando agendar uma audiência com o prefeito, para ele conhecer nossa pauta de reivindicação e só agora que somos “recebidos” 28 de janeiro de 2019 e esse gestor que ironizou nossos rostos em todos os momentos na audiência, ainda tem a petulância de dizer que “seu governo é participativo e está sempre pronto para sentar e ouvir os trabalhadores” se as palavras do gestor municipal não fossem trágicas, seriam cômicas.

Alguns professores se perguntam por que todo prefeito que entra nessa prefeitura vira inimigo do professor?

Porque o que eles querem é o Poder para gerenciar os recursos que veem para o município como se fosse propriedades deles.

Fonte: SINTRAP

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here